Rastreabilidade ganha espaço em evento interno da Sementes Copérdia

Em recente evento com o público interno e fornecedores da Sementes Copérdia, foram expostas e discutidas estratégias para alinhamento comercial da cooperativa. Intitulado Cultiva +, o encontro foi realizado em Piratuba/SC e contou com 18 palestras focadas em temas relacionados à unidade de beneficiamento, aos campos de produção, ao controle interno de qualidade, à UBS Fábrica, processos administrativos, logística, além de apresentações de portfólios. O encontro ainda teve uma visita na UBS de Capinzal/SC.

Uma das abordagens também contemplou a rastreabilidade das sementes, uma vez que a empresa conta com a solução Sementes Rastreadas, ferramenta desenvolvida pela O Agro Softwares para o Agronegócio. Segundo a gerente da UBS e responsável pelo Cultiva +, Franciely Moschen, o objetivo era justamente trabalhar com a equipe o reconhecimento sobre o que é a Sementes Copérdia na atualidade, cuja transparência se conecta aos pilares de qualidade da empresa.

– Foi um momento de troca muito positivo e necessário para mantermos a eficiência do negócio em 2022 – afirma a gestora.

A profissional também falou sobre desafios, produtividade, análises fisiológicas, formas equivocadas de tratamento de sementes on farm e a importância do Tratamento de Sementes Industrial. O diretor geral, Flávio Zenaro, acompanhou os dois dias do Cultiva + e reforçou que o ano de 2022 está sendo bastante desafiador para o agronegócio.

– É muito importante que a equipe esteja muito alinhada e engajada em nosso propósito para que possamos superar esse momento e seguir produzindo sementes de qualidade para o nosso produtor – disse.

Franciely Moschen, gerente da UBS e responsável pelo Cultiva +

a favor da transparência com o mercado

O gerente comercial da O Agro Softwares para o Agronegócio, Everton Lizot, salienta que é essencial que as empresas usuárias destas ferramentas de rastreabilidade alinhem este trabalho com todos os envolvidos no processo, para que de fato a rastreabilidade beneficie o produtor e os negócios.

– É uma forma de deixar claro para toda a cadeia produtiva o nível de sustentabilidade na produção de sementes, bem como a tecnologia que vem sendo empregada em todas as etapas da classificação e beneficiamento. A rastreabilidade está para o mercado como uma ferramenta de gestão e busca por melhores resultados – defende Lizot.

*Com informações da Assessoria de Imprensa da Copérdia

Deixe uma resposta