Ano Internacional das Frutas, Legumes e Verduras. O que isso tem a ver conosco?

Aumentar a conscientização sobre o consumo de frutas, verduras e legumes por parte da população tem uma relação íntima com a melhoria da saúde das pessoas. Por isso, a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS), Ministério da Saúde e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), denominam 2021 como o Ano Internacional das Frutas, Legumes e Verduras no Brasil.


Tendo em vista o cenário de pandemia que ainda gera impactos em todo o mundo, no Brasil também se destaca a necessidade de difundir os benefícios relacionados a esse consumo, uma vez que é necessário aumentar a quantidade per capita durante o ano. A ação também tem como intuito debater este tema e mobilizar gestores públicos e profissionais para que avaliem e reconheçam os desafios e oportunidades locais para a ampliação do acesso e consumo desses alimentos.


Vale lembrar que uma série de alimentos que se enquadram como verduras, frutas e legumes estão inclusos nas atuais normativas que exigem rastreabilidade por parte do Mapa e da Anvisa. Isso faz com que o agricultor e os comerciantes tenham que garantir ao consumidor ferramentas que esclareçam informações sobre o manejo adotado na produção, como controles de pragas e doenças, bem como época de plantio e data de colheita.


Tudo isso soma nesta abordagem relacionada ao acesso a alimentos rastreados e de qualidade por parte da população. Se há uma preocupação mundial em relação ao acesso a alimentos que melhorem a saúde das pessoas, há que pensar também na qualidade e na produção. É algo que anda lado a lado e que beneficia a todos, tanto quem produz como quem consome.

Deixe uma resposta