Vazio sanitário para a soja avança a partir de 2022

O Programa Nacional de Controle da Ferrugem Asiática da Soja (Phakopsora pachyrhizi) (PNCFS), estabelecido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, tem como objetivo fortalecer o sistema de produção agrícola da soja, congregando ações estratégicas de defesa sanitária vegetal com suporte da pesquisa agrícola e da assistência técnica na prevenção e controle da praga, conforme explicado na Portaria nº 306/2021.

Com isso, passa a ser obrigatório o vazio sanitário para a cultura da soja a partir de 2022. Neste ano de 2021, o produtor já vai precisar se adaptar a um calendário específico. No Rio Grande do Sul este calendário será divulgado ainda neste mês de julho.

O programa será coordenado pelo Departamento de Sanidade Vegetal e Insumos Agrícolas, no âmbito da Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, e executado pelos Órgãos Estaduais de Defesa Sanitária Vegetal, sob a supervisão das Superintendências Federais de Agricultura, Pecuária e Abastecimento dos Estados.

Uma das ações previstas é a instituição do vazio sanitário, que corresponde a um período em que não se pode semear ou manter a soja nas lavouras (mesmo as plantas tigueras), justamente para reduzir do inóculo de doenças ou população de uma determinada praga, no caso a ferrugem agrícola. Serão pelo menos 90 dias sem ter soja o sistema de produção.

Cada Estado definirá o período de vazio sanitário a cada safra. Hoje, segundo a Embrapa, treze Estados e o Distrito Federal têm normativas relacionadas ao vazio sanitário já estabelecidas. Para essa definição, são considerados dados de pesquisa científica, de monitoramento da praga na safra anterior, resultados de ensaios de eficiência de fungicidas, zoneamento agrícola, entre outros aspectos.

Por mais que esse debate vem sendo levantado há vários anos, é algo que pode interferir no planejamento das safras, especialmente para o produtor que programa a rotação de culturas incluindo o milho no sistema de produção – a exemplo do Rio Grande do Sul.

_______

Se você é cliente O Agro e usa o software SR||Campo, pode usar a ferramenta a favor na hora de planejar as safras e registrar a cada ciclo o vazio sanitário. Assim, toda a sua equipe estará atenta para seguir a legislação e planejar com precisão cada novo ano-agrícola.

Quer saber mais sobre as soluções da O Agro? Fale com o nosso time e solicite um orçamento!

(55) 9.9707-0909 | (54) 3194-0098 | contato@oagro.com.br

Deixe uma resposta