Família Piaia investe na rastreabilidade de alimentos

O Dia Mundial da Alimentação é comemorado neste dia 16 de outubro com o intuito de desenvolver uma reflexão a respeito do quadro atual da alimentação mundial, além de lembrar a criação da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), em 1945. De acordo com a própria FAO, o objetivo da organização é alcançar a segurança alimentar de todos e garantir que as pessoas tenham acesso regular a alimentos de alta qualidade suficientes para levar-se uma vida ativa e saudável.

Neste contexto, a agricultura tem um papel fundamental não só por produzir alimentos, mas por garantir a manutenção da saúde e bem-estar humano. A responsabilidade da cadeia produtiva de alimentos é gigantesca. Os produtores rurais não podem controlar as adversidades climáticas, como a estiagem e a geada, por exemplo. Mesmo assim, eles estão diariamente encontrando alternativas para entregar ao consumidor o melhor produto. No caso da família Piaia, a rastreabilidade de alimentos tem sido uma grande aliada para garantir a qualidade dos produtos e transparência aos clientes e consumidores.

Conheça a família Piaia

É na Linha Piaia de Cezaro, interior do município de Vista Alegre/RS, que residem Marli, Norberto e os filhos Welisson, Ana Carolina e Iago, a família Piaia. Desde o ano passado, eles investem no Origem Garantida, sistema para rastreabilidade de alimentos que a nossa empresa oferece.

Além da atividade leiteira, atualmente a família trabalha com a produção de morangos, mas os planos são de expansão para outras culturas, como tomate e melancia. Na hora de comercializar, Norberto, o pai, é quem leva as frutas até a cidade de Vista Alegre, entregando de casa em casa para os clientes que fizeram pedidos e também em um supermercado e padarias. Além disso, muitas pessoas, inclusive de outras cidades, vão até a propriedade para buscar os produtos “direto da fonte”.

Desde 2019, os morangos Piaia são rastreados, contando com um QR Code e o número do lote na embalagem, o que permite o acesso a diversas informações sobre como e onde foram produzidos. Os pais e irmãos trabalham juntos no manejo, colheita e embalamento das frutas, mas quem fica responsável pelo uso do sistema é Welisson. Ele conta que a cada nova colheita registra o lote de produção pelo próprio celular, com informações específicas e um código exclusivo, inserido manualmente na etiqueta de cada embalagem. “O sistema é bem fácil de mexer, para atualizar as informações e colocar as fotos. Só preciso de alguns minutos para registrar cada lote”, relata.

A ideia de ter os alimentos rastreados começou com a filha Ana Carolina, que teve conhecimento do Origem Garantida por meio de um colega da faculdade. Após verificarem que alguns mercados já estavam exigindo a rastreabilidade e receberem a visita da nossa equipe na propriedade para esclarecer todas as dúvidas, a família Piaia começou a usar o sistema. Wellison faz questão de destacar que os morangos produzidos são livres de defensivos agrícolas e que para o controle de doenças e pragas são utilizados apenas métodos biológicos e alternativos. Nesse sentido, a rastreabilidade ajuda a garantir o controle e a transparência da produção e, segundo ele, é reconhecida e elogiada pelos clientes.

 

Deixe uma resposta